sexta-feira, 18 de julho de 2008

Prisma

Venha para meu quarto às nove da noite
E não diga nada
Palavras são facas
Que podem cortar a estação
Você conhece meu nome
Mas não me chame por ele
Então berre! Berre novas palavras
E as tornarei mais belas
Sim, você quer me ouvir?
Pedindo por minha vida?
Implorando por minha honra?
Quis te matar
Te dar um novo significado
Estou cansado de dizer isso
E não foi a primeira vez
Quando te encontrei no bar
Fiz isso a noite inteira
E você deixou o resto do dinheiro
Para comprar mais ilusões
Merda! Como pude ser tão tolo?
Ninguém faz mais isso hoje em dia
Talvez outro dia
(ou outra noite)
Eu entenda o significado disto
Enquanto isso...



... Esperarei por você novamente.

Nenhum comentário: